segunda-feira, 20 de maio de 2013

Os elementos da paisagem no processo pedogenético


 
      No processo pedogenético verificam-se os seguintes elementos da paisagem: interflúvio, escarpa, encosta, pedimento e planície aluvial.

     Interflúvio é a parte do terreno mais elevado, se apresentando plana ou convexa. Nele a água pluvial se infiltra mais do que escorre, formando solos mais profundos e bastante intemperizados, caso o clima e o material parental condicione ou favoreça.

     Escarpa e encosta – segundo a Wikipédia a escarpa é: “... uma forma de relevo que é uma área de transição entre diferentes províncias fisiográficas que envolve uma elevação aguda (superior a 40º), caracterizada pela formação de um penhasco ou uma encosta íngreme”. Na escarpa existe uma intensa ação erosiva, impedindo a formação de solo, mas relevando afloramento de rochas. Já a encosta é uma área de intensa erosão, onde as águas das chuvas escorrem mais do que infiltram, nesse caso a ação da intemperização é pouca, mas verifica-se formação de solos rasos.

     Pedimento – é uma área que recebe material pré-intemperizado, oriundo da escarpa e da encosta, formando solos mais profundos e pedregosos.

     Planície aluvial – é uma superfície onde a água se acumula em profundidade pequena ou até na superfície do terreno, favorecendo a constituição de solos hidromórficos.

 

Referência


    

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página